Fórum para todos os escritores e leitores de fanfictions em português.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)

Ir em baixo 
AutorMensagem
moonie
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 49
Idade : 25
Localização : Coimbra
Eu digo : Vives na certeza? Duvida e desce para a realidade.
Data de inscrição : 15/12/2008

MensagemAssunto: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   Dom Dez 28, 2008 3:07 pm

Hey hey hey!
Estou aqui para vos apresentar uma fic que fiz com a Sophie e o titulo e sugestivo, eu sei! xD E tem a ver com a fic!

O primeiro cap foi feito por mim, o segundo pela Sophie, etc etc.
Os caps feitos por mim sao contados pela Roxy (pers. principal) e os feitos pela Sophie sao contados pelo Gustav.

Anyway, aqui esta o formulario:

Título:Even Angels Need Dirty Sex
Fandom: Tokio Hotel
Tipo: Capitulos
Gênero(s): Romance, Smut.
Pairing(s): Gustav/PFO
Classificação:PG-17
Avisos:Cenas picantes xD E leiam os capitulos a ouvir a musica, atentando sempre a letra desta. ^^
Sumário:Ate as pessoas mais santas e mais calmas precisam que a sua vida seja apimentada...
Disclaimer:Os TH, obviamente, nao sao nossos! xD

Okay, aqui vai o primeiro cap! Espero que gostem!



Capitulo 1


O gloss vermelho vivo deslizava pelos meus lábios à medida que eu me fitava no espelho para ter a certeza que estava tudo bem.
Pousei o kit de maquilhagem e passei os dedos uma última vez pelas ondas negras de cabelo que contrastavam com a minha pele pálida.
Levantei-me, ajeitando o mini vestido preto e justo que contornava todas as curvas bem definidas do meu corpo, do peito às ancas.
A porta atrás de mim abriu-se e eu não me dei ao trabalho de ver quem era.
- Roxy - chamou Amelia, a senhora que gerenciava a casa. - Vêm aí clientes.
Assenti com a cabeça sem me virar e subi para cima das sandálias pretas de salto exageradamente alto, apertando-as rapidamente.
Contornei a cama para me dirigir à porta e abri-a, saindo. Outras raparigas saíam dos seus quartos, caminhando descontraídamente por aquele corredor estreito, cujo chão era alcatifa cinzenta.
O som do meu andar era abafado pela mesma, com os saltos deixando uma pequena marca no chão, que rapidamente se dissolvia.
Segui as raparigas, passando junto ao balcão do bar e ao expositor de brinquedos, e coloquei-me na fila, de frente para a porta de vidro.
O toque do pequeno sino por cima na ombreira da porta indicou que esta se abriu.
Um homem, confiante, entrou. Eu já o tinha visto por aqui, escolhendo sempre uma companhia diferente.
Era alto, com aparência de quem é casado. A sua cabeça estava coberta de cabelo apenas nos lados, ostentando uma careca brilhante, quase polida.
Fitou as minhas colegas que estavam alinhadas, recebendo um sorriso de cada uma delas.
- Bem-vindo novamente ao nosso bordel, Sr.Harrison. - disse Amelie, entregando um folheto ao senhor. - Quem é a companhia que deseja hoje?
O homem fitou brevemente o papel que tinha nas mãos e voltou a percorrer a fila com o olhar, parando em mim.
Os seus olhos deliciavam-se com cada centimetro do meu corpo, dos cabelos aos pés.
Ele aproximou-se lentamente de mim, o seu olhar preso no meu. Os meus lábios demonstravam um sorriso preverso, a roçar o diabólico.
- Como se chama a menina? - indagou a Amelie, referindo-se a mim.
- Roxanne. - respondi, usando a voz mais aveludada e sedutora que conseguia.
Ele pegou na minha mão e beijou-a levemente.
- Encantado. Posso ter o prazer da sua companhia, esta noite?
- Certamente.
Ele encaminhou-me para o bar, puxando o banco alto para trás para eu me poder sentar.
- Roxanne... - começou, enquanto bebericava a bebida. - Gosto do seu nome.
Continuei a sorrir, passando a minha mão pelo braço dele.
- Obrigada.
- Não tem de quê.
Após uns minutos de conversa de chacha, senti que o desejo estava a consumi-lo. Foi então que a minha mão deslizou pelo fato dele até à perna, acariciando-a.
- E se... fossemos andando para o quarto? - sugeri, quando me aproximei dele, murmurando ao seu ouvido.
A minha mão, como se tivesse vontade própria, parou em cima das partes intimas dele e sentiu-o enrijecer.
Afastei-me dele num gesto sensual e levantei-me da cadeira, roçando o meu corpo no dele, dirigindo-me ao corredor.
Ele apressou-se a levantar e a seguir-me, fechando a porta atrás de mim quando entrámos no quarto.
Agarrou-me a cintura e puxou-me para si. Desapertei-lhe um pouco a gravata.
- Então, o que vai ser hoje?
Um sorriso espalhou-se pelas suas faces.
- O normal. Sexo.
Passei os dedos pelos seus ombros.
- Só?
- Hm hm... - a boca dele desceu para o meu pescoço.
Puxei-lhe a cara para cima para tentar negociar mais um pouco com ele. Quando mais ele quisesse, mais dinheiro eu ganhava.
- De certeza?
- Absoluta...
Empurrei-o um pouco para longe de mim, nunca quebrando o contacto físico.
- Eu cobro 2000€ por hora... Pagas com dinheiro ou cartão de crédito?
Ele tirou a carteira e de lá retirou quatro notas de 500€, abanando-as no ar. Peguei nelas e afastei-me dele.
- Vou fazer o pagamento, já volto. Põe-te à vontade...
Rocei os lábios levemente pelos dele e saí do quarto, dirigindo-me ao pequeno balcão que havia no fundo do corredor.
- Amelie, 2000€. - proferi, enquanto me empoleirava o suficiente para pousar as notas do outro lado do pequeno bloco de madeira que nos separava.
A gerente do bordel fitou-me por cima dos óculos e escravinhou algo num papel onde se lia o meu nome. Assentiu e deu-me permissão para voltar para o quarto.
Atravessei aquele pequeno espaço o mais depressa que pude e fechei a porta atrás de mim, fitando o homem que agora estava sentado, nu, à minha frente.
O meu primeiro pensamento foi «Podia ser pior! Pelo menos já pôs o preservativo». Esbocei o sorriso mais sensual que consegui e deslizei como uma serpente na sua direcção.
Ele pegou-me na mão e puxou-me para si.
Beijou-me o pescoço e o peito, subindo novamente para a cara.
- És tão apetecivel... - murmurou, mordendo-me a orelha. Os meus braços voavam pelas suas costas nuas. Revirei os olhos, sem que ele se apercebesse, perante aquela frase que me era tao dita.
As mãos dele puxaram o meu fino vestido para baixo, deixando-me dar um passo ao lado para sair dele. Como eu não tinha roupa interior, ele puxou-me para si, fazendo-me sentar em cima do seu orgão erecto.
Uma onda de prazer rompeu pelo meu ventre. Ele impulsionava o meu corpo para cima e para baixo, visto que eu estava sentada em cima dele.
O calor entre nós aumentava e eu via o prazer estampado no seu olhar.
Depressa ele chegou ao limiar do prazer, gemendo bem alto, embora eu estivesse longe do meu próprio orgasmo. Mas cliente é cliente e eu tinha de satisfazer-lhe as vontades.
Fingi o orgasmo o mais que pude e deitámo-nos os dois, cansados, em cima da cama.
O certo é que ele adormeceu após os 20 minutos de sexo que se seguiram, mas eu não me importei. Basicamente, ele gastara 1000€, metade da hora, para dormir agarrado a mim.
Quando ele saiu, demorei a dirigir-me à casa-de-banho para tomar um duche, mexendo-me com movimentos lânguidos.
Deixei que a água escorresse lentamente pelo meu corpo, como que a limpar todas as réstias da presença do Sr. Harrison.
Envolvi-me na toalha turca e caminhei, descalça, até ao armário. Sabia que vinha aí um cliente com um voucher para a noite toda, com direito a jantar. E a rapariga que ficasse com ele ganharia mais dinheiro.
Abriram a outra porta do armário, visto que eu o dividia com uma colega.
- Hey, Roxy. - Danielle surgiu, também envolta numa toalha.
- Hey. - fitei os vestidos que tinha à minha frente, tentando escolher o mais apropriado para um aniversariante jovem.
- Então, como foi o Sr. Harrison?
Revirei os olhos enquanto pensava na roupa.
- Rápido.
Ela riu-se e concordou comigo, pegando num vestido e indo para o seu quarto. Eu podia apostar que ela também se ia aprontar para o aniversariante.
Após uns momentos de reflexão, optei por um disfarce. Era uma das fantasias de qualquer jovem. Peguei em todos os acessórios necessários e fui para o meu quarto.
Depois de vestida e calçada, Amelie avisou-me que o cliente estava a chegar.
Conferi o cabelo uma última vez e saí do quarto, percorrendo o corredor e pondo-me na fila de raparigas.
Então, a porta abriu-se e o jogo de sedução começou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://palavrasoltas.com.sapo.pt
Maggie Black
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 52
Idade : 26
Hobbies : ler, escrever, ouvir musica... etc
Data de inscrição : 13/12/2008

MensagemAssunto: Re: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   Dom Dez 28, 2008 3:46 pm

wow! Amei está perfeito e cá fico à espera do próximo capítulo ^^

beijos Maggie Black
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
miahagen
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 46
Idade : 28
Localização : everywhere
Eu digo : I don't mind straight people as long as they act gay in public
Data de inscrição : 21/12/2008

MensagemAssunto: Re: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   Seg Dez 29, 2008 5:11 am



PERCISAM DE PÔR ESTA MÚSICA fangirl2 please

e gostei, já agora Smile mas é capaz de ter haver com o facto de ter sonhado com o Gustav hoje Embarassed
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://zimmer483.sapo.pt
Peter_Inc
fanfiction addict.
fanfiction addict.
avatar

Masculino Número de Mensagens : 95
Localização : Moita
Hobbies : Eu escrevo, componho, toco guitarra/piano/violino, obsessão por Anime (Naruto especialmente)...
Data de inscrição : 15/12/2008

MensagemAssunto: Re: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   Seg Dez 29, 2008 3:09 pm

miahagen escreveu:


PERCISAM DE PÔR ESTA MÚSICA fangirl2 please

e gostei, já agora Smile mas é capaz de ter haver com o facto de ter sonhado com o Gustav hoje Embarassed


Antes de estar isso aí, já eu pensava nessa mesma música!

Como eu amo o "El Tango de Roxanne"..


E até tem haver com a fic!

^^



Ainda por cima, eu toco dessa musica, a parte do violino.. *Pedro babasse só de pensar..*



ADOREI!


Kisses*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
anny.
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 20
Idade : 24
Localização : Ourém.
Hobbies : Mobile, serve?
Data de inscrição : 14/12/2008

MensagemAssunto: Re: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   Dom Jan 18, 2009 10:17 am

Também gostei ^^
Fico à espera do próximo =D
beijinho <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Even Angels Need Dirty Sex - Cap 1 (so far)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Novata

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fanfiction PT :: fanfiction. :: bandas :: tokio hotel :: mary-sue-
Ir para: