Fórum para todos os escritores e leitores de fanfictions em português.
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Dragão da Bulgária (one-shot)

Ir em baixo 
AutorMensagem
mery.
admin.
admin.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 94
Idade : 27
Data de inscrição : 09/12/2008

MensagemAssunto: Dragão da Bulgária (one-shot)   Sab Dez 13, 2008 4:03 pm

    Título: Dragão da Bulgária
    Fandom: Harry Potter
    Tipo: one-shot
    Gênero(s): romance, angst, slash
    Pairing(s): snape/karkaroff
    Classificação: PG-13
    Avisos: morte de personagem, slash, referências (muito leves) de sexo.
    Sumário: "Reparo, com prazer, que o coração do 'Dragão da Bulgária' é como todos os outros: pequeno e fraco."
    Disclaimer: Harry Potter não me pertence, ou então eu estaria multimilionária e contentíssima por ter criado uma obra tão boa. Os meus créditos vão directamente para a tia rowling, eu apenas brinco com as personagens maravilhosas dela.
    Nota da autora: Esta fic já fez dois ou três aninhos, é das últimas boas que eu escrevi, portanto é normal que a minha linguagem seja assim um bocadinho lulz porque era mais novita. Além disso, agora este pairing mete-me um pouco de aflição, não sei no que estava a pensar na altura D:.



    Ninguém duvidaria que Igor era o homem mais poderoso daquela sala. Aliás, ninguém se atrevia a erguer um olhar na sua direcção por pouco mais de cinco segundos, sem baixar a cabeça perturbado com a visão austera do director de Durmstrang. A sua altura que quase se equiparava a Hagrid assustava qualquer um, incentivado ainda pelos seus longos cabelos negros e olhos azuis glaciares. Não se podia dizer que era um homem bonito, sempre tive uma grande preferência por faces doentias e franzinas, nada que se comparasse ao rosto macilento e largo de Karkaroff. Falo em preferências, mas nunca me apaixonei antes, nem nunca fui amado. É somente para um termo de comparação, algo muito técnico.
    Após quatro anos de distância ocorre finalmente o reencontro. Sei que ele me espera, da sua maneira contida e reservada, mas espera-me. Senti isso quando cruzei discretamente o olhar com ele, após ter entrado no salão com os seus pupilos. Executaram uma nova coreografia que envolvia fogo realmente envolvente, mas claro que nem me dignei a mirá-los nem por um breve instante. Igor também não parecia estar interessado em supervisionar o espectáculo.

    Houve algum burburinho após terem encerrado a entrada, mas logo se dirigiram aos seus lugares. Acenei a cabeça vagorosamente em cumprimento quando já me era impossível fingir que não o fitava. Ele respondera-me da mesma forma, com um sorriso escarninho nos lábios. Duas ovas de kaapa, uma pena de fénix e escamas de dragão seriam suficientes para apagar aquele sorriso e azular-lhe mais a pele, suponho. Odeio qualquer tipo de sorriso por parte dele, mesmo os irónicos. Soam-me tão falsos que por vezes chegava ao ponto de odiá-lo, não por muito tempo.

    Entraram as meninas bem-parecidas de Beauxbaton, sinceramente, provocam-me vómitos. Observo entediado a uma dança feminina e sem graça, que envolve borboletas e um quê de pirilampos. Vinte asas de borboletas, cinco garras de leão e três pêlos de lobo da alsácia, o suficiente para fazer uma poção de amor fraca para Igor.

    Curiosamente os meus cabelos oleosos estavam apresentáveis, já que no dia anterior dignara-me a cuidar deles. Nada relacionado com Karkaroff, mas achei realmente que precisavam de um pouco de água e sabão. Geralmente não tenho tempo nem para a respirar, e os cabelos vêm em último lugar. Sim, talvez tenha sido pela chegada de Igor, embora essa ideia me assuste. Já percebi prematuramente o que as pessoas eram capazes de fazer, ou melhor, de me fazer. Talvez este meu medo seja culpa do muggle do meu pai, Tobias. A parecença com Igor é tão assustadora que, por momentos, volto à minha infância medíocre e sinto as faces quentes das bofetadas de Tobias. Quatro trevos de quatro folhas e sete pétalas de camomila para acalmar os receios.

    Sem me dar conta, o director de Durmstrang aproximava-se da mesa dos professores. Lança olhares frios por onde passa e, chegando à cadeira vazia do meu lado, senta-se nela sem pestanejar. Não exteriorizava a importância da sua presença, mantendo o meu olhar impassível. Esse ano não seria eu a ceder, sabia como isso enfurecia Igor. De qualquer maneira, a irritação dele provoca-me arrepios de prazer.

    - Viktor Krum. -disse ele subitamente, com a sua voz gélida e sibilante como o vento do norte. Olhei-o de soslaio, as sombracelhas erguidas em tédio. Apontou com o queixo um aluno encorpado e feio, de cabelo rapado.- O famoso jogador. É o meu melhor aluno.

    A tendência para as frases demasiado curtas. Afinal Karkaroff não mudara assim tanto nos últimos quatro anos.

    - Hm. -murmurei, num tom neutro.

    - Uma das melhores pessoas que já vi. -continuou, ignorando o facto de aparentemente eu não estar interessado no assunto. Baixou o tom de voz e aproximou a face.- Consegue lançar um Avada Kedavra sem imperfeições. -mostrou o seu sorriso feio, com uns dentes desalinhados e podres.

    - Nada que não seja do conhecimento público, suponho. -Puxei as mangas do sobretudo para a frente, cruzando os braços ao peito.- Durmstrang é tão incrivelmente discreta.

    Os restantes professores fitavam-no desconfiados. Também era do conhecimento público que Karkaroff era um ex-comensal da morte. Aliás, ainda não se tinha a completa certeza de que ele já abandonara o Lord das Trevas.

    Igor dignou-se a silenciar-se com o que eu dissera, apertando com os braços o pesado robe vermelho que vestia. Durante o resto da cerimónia nenhum dos dois falou. A seguir, não sabia o que aconteceria, mas o que quer que fosse assustava-me. Cinco caudas de raposa, dois dentes de dragão e quatro pétalas de rosa para acalmar esta ansiedade.

    Acabou demasiado rápido, quando dei por mim já Dumbledore se sentara e os alunos se preparavam para sair. Estou habituado a lidar com o meu excessivo nervosismo, por isso esperei que todos saíssem e se deslocassem para os seus aposentos. Fiquei na minha cadeira, impassível, avaliando o que Karkaroff faria perante a minha calma. Como suspeitava, ele não se levantou. Apesar de ser orgulhoso, Igor tinha perfeita consciência de que seriam apenas alguns meses e nalguns momentos que nos era permitido estar a sós. No máximo, umas cinco vezes.

    Sou o primeiro a levantar-me descontraidamente, como se estivesse sozinho naquela sala. Ele tentava-me invadir a mente e descobrir os meus sentimentos, em vão. Tem noção do excelente oclumente que sou, mas nunca desiste. Isto faz-me voltar e fitá-lo com os lábios numa linha fina.

    - Severus... -a utilização do meu primeiro nome pela sua voz faz-me estremecer interiormente. Ele levantou-se finalmente e alcança-me num ápice. Trocámos olhares frios.- Indique-me os meus aposentos.

    Devolvi um meio-sorriso irónico, olhando-o com desdém. Voltei a cabeça para a frente no gesto rápido e seco.

    - Siga-me. -disse, sem olhar para trás, enquanto me encaminhava rapidamente até à saída do salão principal.

    O outro obedeceu, e não tardou para que me alcançasse. Puxou a manga direita do robe para cima e mostrou-me o que lhe ornamentava o braço. Aquilo fez-me parar abruptamente, agarrando-lhe no braço com força e puxando-o para um corredor mais sombrio. Atirei-o contra a parede e avaliei-o de olhos semi-cerrados.

    - Então, não me digas que ainda não tinhas reparado na marca negra? -indagou retóricamente, adquirindo um súbito tom coloquial.

    - Creio que este não é o local indicado para falar sobre isto. -respondi, quase sem movimento de lábios.- Nem o momento.

    Igor aproximou o rosto do meu, fazendo com que me afastasse imperceptivamente.

    - Temos de voltar para ele, Severus. -sussurrou, com um tom demasiado sério.- Mais cedo ou mais tarde ele irá procurar-nos.

    Ele não sabia da minha dupla identidade, claro. Pensava que eu era apenas um espião de Voldemort que conseguira persuadir Dumbledore, e eu deixara-o imaginar isso.

    - Que procure. E, quando me encontrar, voltarei então para ele.

    Karkaroff riu desdenhosamente, tombando a cabeça para trás. Quando se recompôs, encontrou os meus olhos negros e frios.

    - Temes a morte? -perguntou, encurralando-me contra a parede oposta. Sorriu quando eu encontrei a superficie sólida com as costas.

    - Não.

    Ele ergueu uma sombracelha.

    - Todos temem a morte, Severus. É por isso que estamos do lado dele, para vivermos. -aproximou ainda mais a face.- Se não temes a morte, porque continuas com ele?

    A questão entalou-se-me na garganta, no entanto mantive-me sereno como sempre.

    - A questão não é essa. Na realidade é: porque é que ele continua comigo? -a surpresa disfarçada de Igor fizera-me erguer o sobrolho.- Voldemort pertence-me, assim como eu lhe pertenço. É recíproco.

    Karkaroff venceu mais um pouco da distância entre nós, parando a alguns milimetros dos meus lábios. O seu hálito frio acariciou a minha pele.

    - Tu pertences-me a mim. -murmurou, tentando depois beijar-me com impetuosidade. No entanto fora impedido por mim, que me desviara para o lado com uma expressão que misturava censura com ansiedade. Sim, já me era impossível disfarçar o quanto tinha saudades.

    - Penso que querias que te mostrasse os aposentos. -observei, erguendo uma sombracelha enquanto exibia um sorriso torto.

    Igor correspondeu com um sorriso estranho, mostrando as gengivas. Acercou-se de mim e apontou com o braço para o corredor principal.

    - Faça as honras. -declarou, trocando um olhar cúmplice comigo. Aquela seria mais uma noite em branco, mas numa cama alheia.


    *

    Não sei onde ouvira, se fora aquele lobisomem nojento ou se fora eu próprio que o descobri. Igor Karkaroff voltara para o Lord das Trevas e, após um ano, acobardar-se e fugira. Já sabia o destino que o esperava, podia tentar persuadir o Lord a não o matar, mas de que isso me adiantaria senão para levantar suspeitas? Recebi a notícia da morte dele com uma frieza assustadora, limitando-me a erguer as sombracelhas para demonstrar que nada me importava. A dor da distância já se tornara tão rotineira que a morte dele já se assemelhava a algo como isso, completamente rotineiro. De qualquer maneira não seriam mais de quatro anos, como habitual. Cinco, talvez. Só o tempo do Lord das Trevas descobrir que eu próprio sou mais um traidor, e de me aniquilar tal como os outros.

    Assisti às celebrações fúnebres como sendo um conhecido do director de Durmstrang. Ele estava terrivelmente pálido e fraco, deitado dentro de um caixão de nogueira. Num pote ao lado da vítima, como é costume na Bulgária, encontra-se o coração desta. Reparo, com prazer, que o coração do 'Dragão da Bulgária' é como todos os outros: pequeno e fraco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ritalavalerie.
admin.
admin.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 167
Idade : 27
Localização : Porto
Hobbies : being more of a flamming queer than the whole 'queer eye for the straight guy' crew.
Eu digo : "I live in a state between maleness and femaleness." "Which is?" "Fabulousness."
Data de inscrição : 09/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Sab Dez 13, 2008 4:16 pm



    OH. MY GOD. omfg
    Amando as referências a ingredientes de poções, e os diálogos entre eles.
    E o Snape manda umas comebacks SUPER, como já tinhas dito.
    Totally fangirl-ing on you, espero que este fórum te faça escrever mais, miss!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Bri
newbie.
newbie.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 14
Idade : 29
Localização : @London
Hobbies : truing to buy my ticket to hell
Eu digo : This isn't Armageddeon, this is personal.
Data de inscrição : 14/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Seg Dez 15, 2008 2:39 pm

oh my dog!
nunca tinha lido uma snape/karkaroff!
e fiquei extremamente bem impressionada, gostei imenso dos devaneios do nosso snape. gostei, é tudo o que posso dizer.
espero ler mais obras da tua autoria *__*

a santa on your shoe x]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mery.
admin.
admin.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 94
Idade : 27
Data de inscrição : 09/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Seg Dez 15, 2008 2:55 pm

    awww obrigada às duas!! aww e sim, prometo que vou escrever mais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mollie
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 36
Idade : 26
Hobbies : Musica, escrever, ler, ser(!)
Eu digo : Just because it is all in our head it doesn't mean it is not real...
Data de inscrição : 15/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Seg Dez 15, 2008 4:00 pm

1- Snape/Karkaroff - Inédito! Nunca tinha visto nenhuma fic com esses dois.
2- Apesar de ter sido escrita á alguns anos, não deixa de estar maravilhosamente escrita
3- Adoro as referências aos ingredientes, está demais...!

Gostei muito, espero ver mais coisas tuas brevemente!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mery.
admin.
admin.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 94
Idade : 27
Data de inscrição : 09/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Ter Dez 16, 2008 10:05 am

    awww obrigada mollie aww ainda bem que gostaste! vou ver se escrevo mais, visto que estou enferrujada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Sophie
fanfiction lover.
fanfiction lover.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 20
Idade : 23
Hobbies : Write
Eu digo : Impossible is nothing!
Data de inscrição : 16/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Qua Dez 17, 2008 2:42 pm

Nunca tinha lido nada com este casal, mas sinceramente gostei.
È diferente e isso é sempre bom, além disso escreves muito bem ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
a danie.
fanfiction addict.
fanfiction addict.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 88
Idade : 24
Localização : azores
Data de inscrição : 13/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Qui Dez 18, 2008 6:08 am

OH MY GOD, MERY! eyepopping
Eu já li duas fanfoms Igor/Snape, mas nenhuma como esta, srsly. God, os pensamentos tão acentuadamente descritos do Snape e os seus feedbacks completamente característicos dele. Por fim, a última frase da One Shot acerca do coração do "Dragão da Bulgária", estava... wow (único adjectivo capaz de descrever a minha sensação quando a li). *o* Oh pleeeeease, escreve mais One Shot's destas, mery. *begging* hump

kisses&hugs from danie. heart
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mary Ann.
newbie.
newbie.
avatar

Número de Mensagens : 14
Data de inscrição : 13/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Seg Dez 29, 2008 4:53 pm

Nunca tinha lido Snape/Karkaroff, e, honestly, nunca tinha imaginado.
Mas a tua one-shot, wow! Gostei bastante. *w*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
mery.
admin.
admin.
avatar

Feminino Número de Mensagens : 94
Idade : 27
Data de inscrição : 09/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Seg Dez 29, 2008 4:55 pm

    obrigada a todos pelos nice comments aww!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Peter_Inc
fanfiction addict.
fanfiction addict.
avatar

Masculino Número de Mensagens : 95
Localização : Moita
Hobbies : Eu escrevo, componho, toco guitarra/piano/violino, obsessão por Anime (Naruto especialmente)...
Data de inscrição : 15/12/2008

MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   Ter Dez 30, 2008 5:19 am

mery. escreveu:
Entraram as meninas bem-parecidas de Beauxbaton, sinceramente, provocam-me vómitos. Observo entediado a uma dança feminina e sem graça, que envolve borboletas e um quê de pirilampos.

[...]

Curiosamente os meus cabelos oleosos estavam apresentáveis, já que no dia anterior dignara-me a cuidar deles.

[...]

- Severus... -a utilização do meu primeiro nome pela sua voz faz-me estremecer interiormente. Ele levantou-se finalmente e alcança-me num ápice. Trocámos olhares frios.- Indique-me os meus aposentos.

Devolvi um meio-sorriso irónico, olhando-o com desdém. Voltei a cabeça para a frente no gesto rápido e seco.

- Siga-me. -disse, sem olhar para trás, enquanto me encaminhava rapidamente até à saída do salão principal.


Estes foram alguns dos melhores momentos, para mim, da one-shot!

OMFG!!

jawdrop


Está absolutamente fantastico!

biggrin


E já agora, a parte do cabelo arranjado está de chorar a rir!


Kisses*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Dragão da Bulgária (one-shot)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dragão da Bulgária (one-shot)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Imagens] Cisne e Dragão Negro.
» Shiryu de Dragão V2 (Bandai)
» Loja Águias e Dragões
» [Comentários] Saint Cloth Myth EX - Kanon de Dragão Marinho
» [Comentários]Novo set de efeito de dragões

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
fanfiction PT :: fanfiction. :: livros :: harry potter :: snape/karkaroff :: completas.-
Ir para: